WOW…Vìcio… preciso de ajuda!!!??

Instalei este fim de semana o cliente “free” por 10 dias do jogo World of Warcraft…

Daqui a uns dias creio que vou precisar da vossa ajudar para destruir o boss e chegar a lvl 20 smile, e que alguém me passe uma justificação por ter faltado ao trabalho!

Quem anda nestas andanças dos jogos, especialmente os online, sabe o que é um vício…

Um vício digital não é tão caro como uma droga, não é tão destruidor fisicamente como uma droga, mas pode ser aniquilador do que está à nossa volta… A RL (Real Life) é o que sofre mais com este tipo de vício. São as nossas relações sociais (apesar de para alguns este efeito ser compensado pelo forjar de novas relações com outras pessoas de todo o mundo), é a súde física (tal como a actriz principal do “the big bang theory” pode comprovar – ela sim, uma verdadeira agarradita no jogo (creio que seria o CONAN, o bárbaro, que tem uma filosofia semelhante) lá pelo episódio 2.04 – bai de uai, o apareecimento de macs nesta série é prolífico… da última vez que vi os actores principais usavam um air para fazer uma apresentação), é tudo o que fica em segundo plano aquando estamos logados.

Este meu desejo de jogar a este jogo (World of Warcraft), que eu conheço de vista desde que nasceu, foi despontado por dois motivos… um certo jantar do cgartdomain em que se discutiu um pouco sobre isto, e uma reportagem no público onde uma família inteira (5 pessoas) partilhavam este divertimento, jogando em equipa, entreajudando-se, partilhando experiências, em vez de ficarem parados em frente a uma televisão.

Vai daí saquei a versão “light” que não tem as cenas cinematográficas, e passei directo à acção… É um jogo muito Diablo like mas em verdadeiro 3D, com uns cenários muito joia, uns efeitos cinco estrelas, e acção QB. a learning curve não é muito alta (se bem que apenas experimentei uma raça e dois tipos de personagem – warrior e warlock), mas após 2 horitas a jogar, na segunda volta pareceu-me que o futuro estava traçado, e dificilmente evoluiria de forma diferente. Não digo que não evoluísse, a mecânica, os inimigos, as aventuras, os locais… mas pareceu-me que seria sempre mais do mesmo… escolher a forma de ataque, hack’n’slash, e pouco mais.

Claro que faltou o principal num jogo social… a integração numa equipa… “ninguém” quer um novato para a sua equipa pois normalmente funciona mais para atrasar do que ajudar smile. Ainda tentei formar equipa com dois ou três novatos que “entraram” ao mesmo tempo que eu, mas ninguem me ligou nenhuma…

Ao fim de tantos anos no mercado e com uma expansão fresquinha, fresquinha, acredito que seriam jogadores veteranos a criar Chars alternativos para explorar uma ou outra falha nas suas guilds.

Não é primeiro Massive Multiplayer Online Game que jogo… já fui frequentador do espaço do Eveonline durante quase dois anos… este mais estratégico/económico onde passei meses a fio sem disparar um tiro, tendo-me ligado desde cedo à produção industrial de naves…

Gostei do jogo, gostei de jogar, mas quando desliguei não fiquei viciado…por isso… para já dispenso a vossa ajuda smile… mas fiquem por perto por favor!

Leave a Reply